Gigantes da tecnologia buscam solução para falha de segurança em chips
08/01/2018
Os maiores fabricantes mundiais de microprocessadores e software estão correndo para tentar responder a duas vulnerabilidades descobertas por especialistas de segurança que afetam chips instalados em equipamentos em uso em todo o mundo. Entre as empresas impactadas estão Intel, Microsoft, Amazon, Alphabet e AMD.

As companhias e os especialistas descreveram as duas vulnerabilidades como falhas de design presentes há muito na maioria dos microprocessadores modernos. Os erros, denominados Spectre e Meltdown, tornam os dados armazenados na memória dos equipamentos — incluindo computadores, tablets e smartphones — vulneráveis a ataques.

As falhas permitem aos hackers ter acesso e roubar dados desses dispositivos. Para tirar proveito de qualquer bug, no entanto, um hacker deve executar softwares no processador central do aparelho — essencialmente o cérebro de qualquer dispositivo de computação moderno. 

As empresas e várias agências governamentais de segurança cibernética disseram que, até agora, não há indícios nem relatos de quebras de segurança significativas relacionadas com as falhas, mas correções que bloqueiem seu uso podem demorar algum tempo para serem desenvolvidos e ainda afetarem o desempenho dos equipamentos — deixando-os entre 5% e 30% mais lentos, segundo os pesquisadores.

Em teleconferência com analistas, ontem, a Intel, líder mundial no mercado de chips, minimizou os possíveis impactos das falhas e de suas correções e disse que está trabalhando com outras empresas para resolver a questão o mais rápido possível.
Fonte: Valor




Obrigado por comentar!
Erro!