Saúde pesa, e SulAmérica vê resultado cair 54,7%
12/05/2022

A SulAmérica registrou lucro líquido de R$ 24,4 milhões no primeiro trimestre de 2022, queda de 54,7% na comparação com igual período do ano passado. Segundo a companhia, o resultado sofreu o impacto do aumento da sinistralidade na área de saúde e odontologia, que recebeu pressões tanto da onda de covid-19 gerada pela variante ômicron, quanto pela retomada de procedimentos eletivos represados. 

“A pandemia, que tão severamente afetou nossos resultados em 2021, ainda trouxe impactos negativos no primeiro trimestre de 2022”, afirmou o CEO do grupo, Ricardo Bottas, no comunicado sobre os resultados. O executivo ponderou, no entanto, que a companhia “pode olhar o cenário atual a partir do segundo trimestre com mais otimismo”. 

 

A seguradora explicou que, nos três primeiros meses do ano, a variante ômicron causou novo crescimento no número de casos, que teve pico entre janeiro e fevereiro. A SulAmérica pontuou, porém, que, apesar da maior frequência de utilização de pronto-socorro, consultas e exames, não houve aumento de hospitalizações e óbitos da mesma magnitude da segunda onda em 2021. 

Desde março de 2020, início da pandemia, a seguradora desembolsou R$ 2,2 bilhões no pagamento de benefícios, indenizações e custos de tratamentos. No primeiro trimestre de 2022, foram R$ 198 milhões em despesas associadas à covid-19. 

A SulAmérica obteve uma receita de R$ 5,424 bilhões, com alta de 4,5% frente ao mesmo período de 2021. A sinistralidade total, maior responsável pela pressão dos custos, atingiu 85,2% no primeiro trimestre de 2022, com alta anual de 4,6 pontos percentuais. Na comparação com o trimestre anterior, o índice teve melhora de 3,2 pontos. 

Em saúde e odonto, a sinistralidade ficou em 86,5% entre janeiro e março, com elevação de 5,9 pontos percentuais. frente aos três primeiros meses do ano passado. Por outro lado, as receitas da área, a mais importante do grupo, cresceram 5,5% na comparação anual e atingiram R$ 5,102 bilhões. 

O índice combinado no primeiro trimestre, que reflete a relação entre receitas e despesas do grupo, subiu para 103,7%, com alta de 4,1 pontos ante mesmo período de 2021. Já o resultado financeiro apresentou crescimento anual de 762,8% nos primeiros três meses de 2022, para R$ 137,6 milhões, impulsionado pela alta da taxa de juros Selic. 

O CEO da SulAmérica explicou em qual estágio está o processo de combinação de negócios entre o segurador e a Rede D’Or, anunciado em fevereiro. Segundo Bottas, a transação foi aprovada nas assembleias gerais extraordinárias (AGEs) de acionistas das duas companhias. Agora a conclusão está condicionada à aprovação de órgãos reguladores, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e o Banco Central (BC). 

 

Fonte: Valor




Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP