Healthtech Lincon abre captação de recursos e planeja ampliar serviços
13/05/2022

No Brasil, há mais de 17 milhões de pessoas adultas com diabetes, mais de 38 milhões com hipertensão arterial e 41 milhões com obesidade, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Todos os anos, cerca de 190 mil brasileiros são diagnosticados com as duas primeiras doenças citadas, sendo que 50% da população do nosso país que têm diabetes não sabem que têm a doença. 

Com o objetivo de ajudar os doentes crônico e pré-crônicos a controlarem suas doenças e ganharem qualidade de vida e saúde, os sócios Victor Navarrete, Sulivan Santiago e Jose Gutiérrez se uniram para fundar, em 2021, a healthtech Lincon, que disponibiliza, via app, o acesso à chamada Terapia Digital Personalizada (TDP), um conjunto de protocolos baseados em ciência que permite ao usuário melhorar a saúde e qualidade de vida. A TDP atua como um remédio digital, incluindo acompanhamento humanizado feito por profissionais de saúde, e é voltada atualmente em pacientes com diabetes, hipertensão arterial e obesidade. São seis pilares: alimentação, atividades físicas, qualidade do sono, medicação, emocional e capacitação.

“Diferente de outras terapias que focam só no monitoramento à distância do paciente, a TDP permite personalizações do tratamento e intervenções pró-ativas à medida em que a tecnologia e o time aprendem sobre o paciente”, explica Navarrete, um dos fundadores e CEO da empresa. Cada pessoa tem a sua maneira singular de corresponder a estímulos e o papel da Terapia é identificar essas singularidades e corrigir as rotas para sempre manter o paciente engajado dentro de uma linha de cuidado que o faça evoluir. 

 

“O nome Lincon vem Life in Control (Vida sob Controle), que é justamente o que o paciente até hoje não tinha”, afirma. “A metodologia que desenvolvemos foi desenhada minuciosamente com base na ciência e aplicamos a terapia cognitivo comportamental para entender os gatilhos que estimulam o comportamento equivocado que a pessoa tem para ajudá-lo a mudar isso”, acrescenta. 

healthtech atende pessoas físicas, mas o foco principal é prestar serviços a empresas e operadoras de saúde, ajudando-as a fazer uma gestão mais eficiente dos seus colaboradores e beneficiários. Para acelerar a estratégia de crescimento da startup, a Lincon abriu captação privada com investidores anjo e fundos de investimento em uma rodada de R$ 3 milhões.

Essa será a segunda rodada de investimentos da Lincon. A primeira aconteceu em formato pre-seed, quando foi levantado R$ 1 milhão com investidores experientes no mercado de venture capital, entre eles Thiago Oliveira (sócio da Bossanova Investimentos), Gustavo Araujo (fundador e CEO da Distrito), Gustavo Gierun (fundador e sócio da Distrito), David Laloum (sócio da Distrito), André Porto (ex-sócio do BTG Pactual), Paulo Cunha (ex-sócio do BTG Pactual e investidor na Stone) e Life Capital (venture capital focado em investimentos em saúde), entre outros. Os recursos foram utilizados para contratação de equipe, custeio do primeiro grupo monitorado pela Lincon de 50 pacientes, compras de balanças e exames para o grupo.

“O novo aporte não será somente para crescimento, mas para ir ao mercado com consistência. Além de investir em novos serviços e aumentaremos o time atual multidisciplinar de saúde”, ressalta Navarrete. Para os próximos meses, a Lincon planeja lançar uma linha de tratamento para saúde mental.

Entre as empresas que são clientes e parceiras da Lincon, atualmente, estão o grupo Dasa, a corretora Hellner e as startups Far.me, Wellbe e Suprevida. A meta é crescer mais de 100 vezes o número de usuários atendidos em cinco anos. A monetização da healthtech é baseada no modelo de subscrição, onde paga-se um valor fixo mensal para se obter toda a proposta de valor. O custo é o mesmo para a contratação feita por pessoas físicas e para as empresas que oferecem o serviço aos seus colaboradores. 

Embora a Lincon tenha sido fundada em março de 2021, foi em agosto do mesmo ano que a primeira versão do aplicativo de fato entrou no ar. Parte da equipe fica em Santa Catarina, mas há integrantes da equipe espalhados pelo Brasil e até mesmo fora do país. “Nascemos para focar na saúde e não na doença, transformando vidas, famílias, cidades e o mundo”, diz Navarrete. 

Alto engajamento, resultados e certificações

Em seus primeiros meses de atuação, a Lincon vem registrando números satisfatórios no que diz respeito ao engajamento dos usuários. A taxa de adesão ao tratamento é de 93% e score médio de satisfação é de 90%. O público registrou 4,8% de redução média de peso em cinco meses, 1% de redução média de IMC (Índice de massa corporal) e 100% conseguiu reduzir o colesterol. A adesão medicamentosa tem sido de 65% e 82,42% dos pacientes estão dentro da TIR (Time in Range ou alvo terapêutico). 

A Lincon registra também 0.9 p.p. de redução média da hemoglobina glicada (HbG) em 12 semanas considerando todo o grupo de risco. Quando o recorte é feito com o grupo com a hemoglobina glicada maior que 7%, esse número sobe para 2.1 p.p. E o que isso significa? A cada 1 p.p. de redução, os riscos de morte por diabetes caem 21%; redução de 14% em ataques cardíacos; 37% menos complicações microvasculares; e 43% de queda em doença vascular periférica. 

A TDP para pacientes com diabetes e hipertensão possui certificações da Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (ABTms), Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS). O tema também já tema de artigo publicado pela Brazilian Journal of Health Review no início deste ano.

Histórico dos sócios e Conselheiros

Victor Navarrete e seus sócios são empreendedores de carreira. Eles se conheceram em uma das maiores empresas de inovação do Brasil – onde também eram sócios. Navarrete foi responsável pela expansão e escala da 99 no Centro-Oeste e é mentor do Google LaunchPad. Já Sulivan Santiago, CTO da Lincon, é ex-board member da N2B e da Keep.i. Tanto Victor como Sulivan são professores de MBA na ESPM e TERA e escreveram o best seller “Transformação Radial”. 

O CRO da healthtech, Jose Gutiérrez, é PhD Cum Laude em Educação Física (sendo nove vezes campeão da Espanha Wrestling), professor da ESPM (DB Lab Negócios Digitais) e ajudou na criação estratégica da Eneva, Jamef, CVC da Randon e do BootsLab (do BTG Pactual).

Desde 2016, o trio passou a investir em startups de todos os segmentos e a atuar diretamente em mais de 100 negócios de empresas com estruturas robustas e inovadoras, como Gol, BTG Pactual, AstraZeneca, Danone, Natura, Google, Gerdau, Renner, entre outras. A Lincon possui três conselheiros de renome: Dave Engberg, ex-CTO da Livongo (maior case global de terapias digitais para crônicos e que foi adquirida pela Teladoc em um negócio de USD 18,6 bi) e Evernote; Eric Hauschild, ex-General Manager da Abbott e com passagens também pela Johnson & Johnson e BD (Becton, Dickinson and Company); e o médico Maurício Leitão, da Clinical Research Associate – University of Massachusetts (UMass).





Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP