Hospital 9 de Julho investe em novo mamógrafo com foco no conforto e maior adesão à prevenção de câncer de mama
16/10/2018

O Hospital 9 de Julho (H9J) anuncia a compra do novo mamógrafo Inspiration, da Siemens. O aparelho, adquirido pelo valor de 1 milhão de reais, oferece mais conforto para as pacientes. Segundo o Dr. Evandro Fallacci, mastologista da Clínica da Mulher do Hospital 9 de Julho, isso acontece graças à evolução tecnológica para a mamografia que permite a captação de imagens em alta definição com menos tempo de exposição ao exame e com 30% a menos de radiação no organismo.

O tempo reduzido da mamografia deve-se à tecnologia de tomossíntese de alta definição, que proporciona a detecção mais rápida e precisa por meio de imagens 2D e 3D com alta nitidez exibindo o tecido e a morfologia da lesão. Já a tecnologia Empire, também presente no mamógrafo, é a inteligência de algoritmos que filtram e organizam possíveis falhas na imagem como granulações ou pontos em movimento, permitindo que o exame tenha menor duração e, consequentemente, menos incômodo.

Além de otimizar o tempo de pacientes e equipe assistencial, a diminuição de 30% de emissão de radiação durante o exame é um dos fatores de maior destaque do novo mamógrafo. “O excesso de radiação no organismo pode alterar o sistema imunológico e enfraquecer o corpo. Por isso, um exame que consiga ser assertivo emitindo menos radiação, é o melhor dos mundos” explica o Dr. Fallacci.

Já o diagnóstico feito a partir do exame é realizado por meio do Syngo, software que proporciona a leitura das imagens, que podem ser armazenadas e compartilhadas com o especialista em tempo real por meio de uma tecnologia ligada à nuvem e ao sistema de prontuário eletrônico do H9J.

O Dr. Fallacci explica que todas essas tecnologias fazem do exame de mamografia um procedimento menos incômodo do que o habitual. “Em geral, o exame costuma ser doloroso. Os avanços do Inspiration são de suma importância para termos uma maior adesão das mulheres ao controle periódico da mama”.

Outubro Rosa

Esse é o mês de combate e conscientização sobre o câncer de mama e os números indicam um sinal de alerta: 60² mil novos casos de câncer de mama podem ser diagnosticados no Brasil.

Apesar de a causa ainda não ser totalmente conhecida, acredita-se que manter uma alimentação saudável que inclui fibras, frutas e verduras e atividade física regular possa reduzir a chance de desenvolver o câncer. Por conta disso, a detecção precoce é a principal aliada da mulher por meio do autoexame e de exames de imagem como a mamografia, a ultrassonografia e a ressonância magnética.

O Dr. Fallacci explica que qualquer alteração deve ser vista com atenção, seja na mamografia ou durante o auto-exame das mamas. No entanto, nem todas são malignas (cancerígenas). O exame pode indicar também cistos, nódulos e calcificações. “O ideal é, sempre que detectada uma alteração, que a paciente procure logo um mastologista para esclarecimento e acompanhamento” finaliza o especialista.

Fonte: Anahp




Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP