SAP adquire Qualtrics, de análise de dados, por US$ 8 bi
13/11/2018
A SAP acertou a compra da Qualtrics por US$ 8 bilhões, pouco antes da data em que a empresa americana de softwares de pesquisa planejava abrir o capital.

O grupo alemão de softwares para empresas anunciou que o negócio vai ser pago integralmente em dinheiro e inclui todas as ações em circulação da Qualtrics. Também destacou que conseguiu financiamento de US$ 7 bilhões para cobrir o valor da compra e os custos da aquisição. O negócio, que deverá ser concluído no primeiro semestre de 2019, foi aprovado pelos conselhos de administração das duas empresas e pelos acionistas da Qualtrics.

A aquisição chega em meio aos esforços da SAP, maior empresa da Alemanha em valor de mercado, para transferir à computação em nuvem seus negócios de softwares do modelo tradicional in loco, com o objetivo de ser uma empresa completa, na qual os clientes possam ter disponíveis todos os produtos digitais que precisem.

O executivo-chefe da SAP, Bill McDermott, disse que a aquisição vai permitir à SAP combinar os serviços de dados operacionais, de sua empresa, com os de dados sobre a experiência dos consumidores, da Qualtrics, possibilitando aos clientes incorporar às suas estratégias um retorno em tempo real de informações das pessoas que interagem com seus negócios. A SAP pretende estender a oferta de produtos da Qualtrics a toda sua base de mais de 413 mil clientes.

"Estamos trazendo os seres humanos e a voz humana [...] a cada pormenor da tomada de decisões de uma empresa", disse McDermott em teleconferência com repórteres.
A SAP é mais uma empresa de softwares de modelo tradicional a fazer uma grande aquisição na esperança de adaptar-se às mudanças do mercado. Há duas semanas, a IBM anunciou a compra da Red Hat, pioneira nos programas de códigos abertos, por US$ 34 bilhões, a maior aquisição da indústria de tecnologia neste ano, superando a compra da GitHub pela Microsoft, por US$ 7,5 bilhões, em junho.

A Qualtrics vende programas de pesquisas e análises de mercado, um campo conhecido com gestão da experiência, para mais de 9 mil clientes, entre os quais a Coca-Cola, a BMW, a Força Aérea dos Estados Unidos e a Walt Disney. Entre seus concorrentes está a SurveyMonkey, que abriu o capital em setembro, em oferta pública inicial de ações que lhe conferiu valor de US$ 1,25 bilhão, um forte desconto em relação à sua última avaliação como empresa de capital fechado.
O valor oferecido pela SAP, integralmente em dinheiro, representa um grande ágio em relação aos US$ 2,5 bilhões da avaliação da Qualtrics em sua última rodada de financiamento como empresa de capital fechado, em abril de 2017.

Também é bem mais do que o valor de mercado de US$ 4,5 bilhões que a empresa poderia ter alcançado com a oferta pública inicial marcada para esta semana, se tivesse vendido as ações pelo limite superior da faixa de cotações almejada, de US$ 18 a US$ 21, de acordo com os documentos da operação.
McDermott disse na teleconferência no domingo que a oferta inicial da Qualtrics, por meio da qual a empresa pretendia levantar cerca de US$ 200 milhões, tinha procura superior à participação colocada à venda.

O analista Neil Campling, do banco Mirabaud, questionou o valor pago e disse que a transação é mais uma tentativa da SAP para crescer por meio de aquisições. "É um múltiplo extremamente alto de qualquer lado que você olhe", escreveu em comunicado. "Será que a SAP está tentando mascarar a desaceleração do crescimento orgânico de suas operações principais? Será que a SAP está tentando impulsionar um negócio na nuvem que está tendo dificuldades para conseguir escala, crescimento e força nas margens?"

A Qualtrics teve receita de US$ 289,9 milhões e lucro operacional de US$ 3,1 milhões em 2017. A empresa, que vai continuar sendo liderada pelo executivo-chefe e cofundador Ryan Smith, prevê receita superior a US$ 400 milhões para este ano.

A empresa foi fundada em 2002 em Provo, no Estado de Utah, e opera com sedes conjuntas nessa cidade e em Seattle. Levantou cerca de US$ 400 milhões de investidores privados, como as empresas de capital de risco Accel, Sequoia Capital e Insight Venture Partners.
 
Fonte: Valor




Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP