Dia Internacional de Combate ao Câncer Infantil (15/2): diagnóstico precoce é fundamental para aumentar as chances de cura, alerta A.C.Camargo Cancer Center
18/02/2019

No Brasil, são mais de 12 mil novos casos todos os anos, sendo a leucemia o tipo mais comum. Ficar atento aos sintomas iniciais e buscar tratamento multidisciplinar aumentam as taxas de sucesso no combate à doença

Embora raro, representando cerca de 2% dos casos no mundo, o câncer diagnosticado até os19 anos é uma das principais causas de morte de crianças e adolescentes. Com a proposta de conscientizar a sociedade sobre a importância da atenção aos sintomas para se chegar ao diagnóstico precoce e, com isso, aumentar as chances de sucesso no tratamento, a Organização Mundial de Saúde (OMS), por meio da Global Initiative for Childhood Cancer, promove em 15 de fevereiro o Dia Internacional de Combate ao Câncer Infantil.

Na luta contra a doença, o A.C.Camargo Cancer Center, centro integrado de diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa do câncer, implantou em 1964 o primeiro serviço de Oncologia Pediátrica do Brasil. A Instituição, ao longo das últimas décadas, está entre os protagonistas dos principais avanços em cirurgia, quimioterapia, radioterapia e nas demais abordagens clínicas que resultamno exponencial aumento das taxas de sobrevida.

“Tudo começou quando se identificou que o câncer pediátrico tem um comportamento biológico totalmente diferente da doença em adulto e, portanto, não deveria ser tratado da mesma forma. O olhar diferenciado da equipe multidisciplinar para os pacientes dessa faixa etária resultou no aumento expressivo das taxas de cura”, ressalta a oncopediatra e Head do Departamento de Oncologia Pediátrica do A.C.Camargo Cancer Center, Cecília Lima da Costa.

O CÂNCER PEDIÁTRICO – O câncer infantil possui carcaterísticas próprias e bem diferentes em relação ao câncer em adultos. As células que sofrem a mutação no material genético não conseguem amarudecer como deveriam e continuam com as as características da célula embrionária, multiplicando-se de forma rápida e desordenada. Por isso, a proliferação do tumor é mais rápida em crianças, por outro lado, responde melhor à quimioterapia, com chances de cura de 80%, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Se por um lado o câncer em adultos está ligado ao envelhecimento, tabagismo, álcool, entre outros riscos de exposição, o câncer na infância, na maioria dos casos, não tem relação com fatores ambientais e de estilo de vida. Para atingir altas chances de cura, é muito importante o diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento.

No Brasil, segundo o INCA são registrados 12 milnovos casos de câncer infantil. Os tipos mais comuns são as leucemias, tumores do sistema nervoso central, linfomas e tumores sólidos como o neuroblastoma, sarcomase o tumor de Wilms.

COMO DIAGNOSTICAR CEDO?

Embora não existam sintomas específicos ou programaseficazes de diagnóstico precoce, o câncer infantil pode ser descoberto no início. São manifestações clínicas que podem coincidir com as de outras doenças comuns da infância, mas vale a pena atentar a elas, conforme explica Cecília Lima da Costa. “Além das consultas regulares ao pediatra, os pais podem observar o aparecimento de sinais e sintomas que não desaparecem e, com isso, buscar um especialista”. Para facilitar o entendimento sobre o tema, aAmerican CancerSociety classificou-os de acordo com o mnemônico CHILDREN(crianças, em inglês):

Continued, unexplainedweightloss(perda de peso contínua e inexplicável).
Headacheswithvomiting in themorning(dores de cabeça com vômito de manhã).
Increased swelling or persistent pain in bones or joints, sometimes accompanied by limping (aumento do inchaçooudorpersistentenosossosouarticulações).
Lumpormass in abdomen, neck, orelsewhere(protuberânciaou massa no abdômen, pescoço ou qualquer outro local). 
Developmentof a whitishappearance in thepupiloftheeyeorsuddenchanges in vision(desenvolvimento de uma aparência esbranquiçada na pupila do olho ou mudanças repentinas na visão).
Recurrentfeversnotcausedbyinfections(febres recorrentes não causadas por infecções).
Excessivebruisingorbleeding – oftensudden(hematomas excessivos ou sangramento – geralmente repentinos).
Noticeable paleness or prolonged tiredness (palidez perceptível ou cansaço prolongado).

 

Saiba mais sobre o câncer infantil

Tipos mais comuns de câncer pediátrico

– Leucemia Linfocítica (ou linfóide) Aguda: LLA é o câncer mais comum na infância e representa 33% do total de casos.

– Tumores do Sistema Nervoso Central (encéfalo e medula espinhal): são os tumores malignos sólidos mais comuns em crianças, ficando atrás apenas das leucemias e linfomas. Adultos tendem a ter câncer em diferentes partes do cérebro, geralmente nos hemisférios cerebrais. Tumores da medula espinhal são menos comuns que os de encéfalo tanto em adultos como nas crianças. Representa 16% dos tumores pediátricos.

– Linfoma de Hodgkin:  é um câncer do sistema linfático (que inclui gânglios, timo e outros órgãos do sistema de defesa do organismo). O linfoma de Hodgkin pode atingir crianças e adultos, mas é mais comum em dois grupos, jovens adultos, geralmente dos 25 aos 30 anos e pessoas acima dos 55 anos. É raro antes dos cinco anos de idade, mas entre 10% e 15% dos casos ocorrem em adolescentes e crianças com menos de 16 anos.

Linfomas não-Hodgkin: também têm origem no sistema linfático e são mais comuns que os linfomas de Hodgkin nas crianças, sendo o terceiro câncer mais comum entre crianças.

– Tumores Ósseos Primários: são raros. A despeito de raros, são o sexto em incidência em crianças, sendo mais frequentes na adolescência. Os mais comuns são o osteossarcoma e o Sarcoma de Ewing.

– Tumor de Wilms: pode afetar um rim ou ambos e é mais comum entre crianças na faixa dos dois a três anos de idade. Representa de 5% a 10% dos tumores infantis.

– Neuroblastoma: é o tumor sólido extracraniano (isto é, fora do cérebro) mais comum nas crianças, geralmente diagnosticado durante os dois primeiros anos de vida. Ele pode aparecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum nas supra-renais e mediastino.

– Retinoblastoma: é um câncer que tem origem nas células que formam parte da retina, cujo sinal mais comum é o brilho ocular chamado de “reflexo do olho de gato”. Existem duas formas da doença, a hereditária e a esporádica. Costuma aparecer em crianças entre dois e três anos de idade.

– Rabdomiossarcoma: é o câncer de partes moles mais comum em crianças. O tumor tem origem nas mesmas células embrionárias que dão origem à musculatura estriada esquelética ou voluntária, ou seja, músculos que se prendem aos ossos ou a outros músculos.

Sobre o A.C.Camargo Cancer Center

Referência internacional em oncologia, o A.C.Camargo Cancer Center é um dos mais importantes centros especializados e integrados de diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa do câncer. A Instituição provê assistência integrada, de alta complexidade, humanizada e centrada nas necessidades e segurança dos pacientes, em todas as etapas, desde o diagnóstico até a reabilitação.

No A.C.Camargo, médicos e cientistas atuam em conjunto no desenvolvimento de pesquisas que serão aplicadas no futuro da oncologia, resultando nas melhores alternativas terapêuticas e, consequentemente, no aumento dos índices de cura e de sobrevida do paciente. Possui o mais importante centro privado de Pesquisa sobre o Cancer do País. No Ensino, é a principal Instituição formadora de especialistas, residentes, mestres e doutores em oncologia do país, aptos a compartilhar o conhecimento e atuar no combate ao câncer em benefício de toda a sociedade.

Facebook: http://www.facebook.com/accamargocancercenter
Twitter: http://www.twitter.com/haccamargo
YouTube: http://www.youtube.com/accamargovideos
LinkedIn: http://www.linkedin.com/company/accamargo
Instagram: https://instagram.com/accamargocancercenter/

MAIS INFORMAÇÕES À IMPRENSA – A.C.Camargo Cancer Center:
.Comunique
Moura Leite Netto – Mtb 44.949 – moura.comunique@gmail.com
Fones: 55 11 99733-5588 (vivo) / 2189-5000 r.2136

Fonte: Anahp




Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP