Médicos alertam que uso indevido do fone de ouvido pode causar problemas de saúde
22/02/2019

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, até 2050 pelo menos 900 milhões de pessoas terão problemas de audição, devido ao uso excessivo de fone de ouvido. Os mais atingidos são jovens entre 12 e 35 anos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 466 milhões de pessoas já tem a audição prejudicada. Esse número deve praticamente dobrar (900 milhões) nos próximos 30 anos. Os mais atingidos são jovens entre 12 e 35 anos. Justamente a faixa etária que mais usa fone de ouvido.

Para o estudante Claudemir Cândido, usar o fone de ouvido já faz parte da rotina. O acessório é usado no trajeto para a universidade, trabalho e em casa, ele usa para ver séries.

“Realmente uso com muita frequência, já é parte do meu dia a dia. Em algumas situações, não percebo que as pessoas falam comigo”.

O médico otorrinolaringologista, Alexandre Cury, alerta para o uso excessivo, com volume alto. Segundo ele, problemas de audição podem ocorrer com o passar do tempo.

Ele explica que o ouvido é composto por várias partes muito frágeis, que estão sujeitas a alterações por uma série de fatores. Um dos problemas mais frequentes desse órgão é o surgimento de zumbidos, sons internos que não estão relacionados ao ambiente em que estamos.

“É preciso ficar atento ao volume do som, pois sem percebermos acostumamos ao alto volume. Intercalar os momentos de uso dos fones também é importante”.

Fonte: Anahp




Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP