Procura por atividades como yoga e tai chi chuan no SUS cresce 46%
18/03/2019

Nos últimos anos, o número de pessoas que procuram as chamadas Práticas Integrativas Complementares no SUS (Sistema Único de Saúde) vem aumentando cada vez mais. Em 2018, o número de pessoas praticando atividades coletivas foi de 315 mil, um aumento de 46% em relação ao ano anterior.

Já a prática de atividades teve um aumento ainda maior no mesmo período: 126%. Foram 355 mil procedimentos realizados no último ano.

A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do SUS está ativa desde 2006. Hoje são 29 atividades ofertadas pelo sistema. Tais práticas são uma recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) por trazerem benefícios complementares às ações de saúde.

RELACIONADO

Planos de saúde lideram ranking de queixas de usuários Planos de saúde lideram ranking de queixas de usuários

Ações de saúde mental na escola é novidade e exceção no país Os serviços ofertados pelo SUS são: ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia, yoga, apiterapia, aromoterapia, bioenergética, cromoterapia, constelação familiar, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozoniterapia e terapia de florais.





Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP