Posto deverá ter turno ampliado contra sarampo
20/03/2019

O Brasil vai perder o certificado de eliminação do sarampo. O Ministério da Saúde confirmou um caso da doença no dia 23 de fevereiro, completando, assim, mais de um ano de transmissão sustentada da infecção no País. Em comunicado oficial encaminhado à Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o governo informa que vai colocar em prática um plano para recuperar o título de país livre da doença, concedido em 2016.

Entre as medidas analisadas estão a ampliação do turno de postos de saúde e a exigência da carteira de vacinação no momento da matrícula das crianças em escolas. A Opas avalia que a perda do certificado deverá ocorrer dentro de duas semanas.

O retorno do sarampo no País teve início no ano passado. Os primeiros casos foram registrados nos Estados do Norte. A Região recebeu um grande número de refugiados da Venezuela, país que já enfrentava um surto da doença. Especialistas são unânimes, no entanto, em afirmar que, se a vacinação da população brasileira fosse adequada, não haveria condições de o ciclo da doença se restabelecer.

Mas a Região Norte, como grande parte do País, apresentava uma cobertura vacinal baixa contra a doença. Com a população suscetível e a circulação do vírus, havia condições propícias para o início de um surto do sarampo. Foi o que ocorreu. Durante 2018, foram confirmados 10.326 casos da doença. O ciclo de transmissão permanece.





Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP