Vacinação da gripe 2019: veja quando vai começar nas redes pública e privada
21/03/2019

Depois de registrar mais de 25 mortes em decorrência da influenza em 2019, o Estado do Amazonas teve antecipada a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que começou nesta quarta-feira (20). No Rio Grande do Sul, assim como no restante do Brasil, os esforços também serão antecipados em relação aos anos anteriores, passando para a primeira quinzena de abril.

Prefeitura apresenta projeto de lei que amplia aplicação de vacinas e procedimentos médicos em farmáciasPrefeitura apresenta projeto de lei que amplia aplicação de vacinas e procedimentos médicos em farmácias

O Ministério da Saúde divulgou, na terça-feira (19), o esquema da campanha deste ano, que vai de 10 de abril até 31 de maio. A primeira etapa, que terá início no dia 10, vai imunizar crianças de um a seis anos de idade, gestantes e puérperas. A partir do dia 22 de abril, todo o público-alvo (leia mais abaixo) poderá se vacinar.

Em clínicas privadas, a estimativa é de que as doses tetravalentes cheguem na primeira semana de abril. GaúchaZH entrou em contato com cinco estabelecimentos de Porto Alegre na manhã desta quarta-feira (20) e constatou que algumas já oferecem a versão trivalente 2019 da vacina, com preços que variam entre R$ 50 e R$ 60. O preço da tetra ainda não foi divulgado.

Como houve alteração em duas cepas na vacina em relação a 2018, é fundamental que as pessoas tomem a dose de 2019. Neste ano, compõem a dose da trivalente — a que já é oferecida em algumas clínicas da rede privada e que será disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para o público-alvo — um vírus similar ao influenza A (H1N1), um similar ao influenza A (H3N2) e outro similar à influenza B (linhagem B/Victoria).

Conforme relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) atualizado na segunda-feira (18), a circulação mais registrada na América do Norte nas últimas semanas foi de influenza A (H3N2), seguida de influenza A (H1N1). Já no leste asiático, a predominância foi de influenza A (H1N1).

Quem são os grupos prioritários?

O público-alvo da campanha de vacinação do SUS, que são gestantes, puérperas, crianças de um a menores de seis anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, além de funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Fonte: Anahp




Obrigado por comentar!
Erro!
Contato
+55 11 3044 4440
+55 11 3045 5173
Av. Rouxinol, 84, cj. 92
Indianópolis - São Paulo/SP