Não bastam resultados de exames, precisamos de soluções diagnósticas
06/05/2019

Atualmente, 70% das decisões médicas se baseiam em exames laboratoriais, que constituem um importante instrumento para obtenção de um diagnóstico rápido e preciso. Essa agilidade é essencial para a cadeia de saúde, pois aumenta a chance de sucesso de tratamentos curativos e favorece os desfechos positivos.

Nesse sentido, os exames laboratoriais, que absorvem aproximadamente 10% dos custos de saúde, oferecem informações que podem ser utilizadas para predizer cenários, definir tratamentos personalizados, identificar fatores de risco para inúmeras patologias e estabelecer medidas de prevenção.

No entanto, há uma importante distinção que precisa ser feita: resultados de exame, isoladamente, podem significar muito pouco. Para além disso, o sistema de saúde demanda soluções diagnósticas, que concretizem todo o potencial que os exames laboratoriais realmente têm.

Soluções diagnósticas transcendem a mera entrega de diagnósticos. Requerem uma estratégia maior, que combina mecanismos de gestão, tecnologia de ponta e o suporte de uma equipe qualificada para oferecer uma interpretação correta, apoiando a solução de qualquer dúvida quanto aos resultados.

Envolvem também um rigoroso controle de qualidade. Resultados incorretos conduzem ao desperdício, pois exige a repetição do procedimento e, além disso, pode causar danos irreversíveis, como a definição incorreta de terapêuticas ou a realização de procedimentos desnecessários. Não tendo os pacientes – e, em parcela significativa dos casos, a própria classe médica – conhecimentos técnicos para atestar o nível de qualidade com que operam os laboratórios, as auditorias externas e as acreditações constituem elementos essenciais das soluções diagnósticas.

Com o envelhecimento da população e o fortalecimento da medicina personalizada, que se apoia nas características de cada paciente para definir métodos terapêuticos, devemos assistir a um crescimento ainda maior da demanda por exames laboratoriais. Assim, cada vez mais, as soluções diagnósticas, e não a mera entrega de resultados, se delineiam como um elemento essencial para dos diferentes elos da cadeia de saúde.

Sobre o Autor:
Wilton Pereira, CEO do CURA Laboratórios





Obrigado por comentar!
Erro!