Pesquisadora brasileira cria dispositivo capaz de detectar câncer durante cirurgia
30/05/2019

Método permite que cirurgião identifique de forma simples, precisa e em tempo real quais áreas devem ser removidas, minimizando risco de que o tumor reapareça

A pesquisadora brasileira Livia Eberlin, da Universidade do Texas (Estados Unidos), desenvolveu um dispositivo capaz de identificar tecidos tumorais durante uma cirurgia, com alta precisão, praticamente em tempo real.
Formada em Química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Eberlin criou o aparelho para ser utilizado pelo cirurgião durante as operações, fornecendo a ele a informação precisa para decidir quais partes retirar ou preservar, evitando a permanência de células de câncer e cortes desnecessários.

De uso simples, o equipamento é manuseado como uma caneta e foi batizado de MasSpec Pen, uma abreviação para “caneta de espectroscopia de massas”. Durante a cirurgia, ao entrar em contato com o tecido analisado, o dispositivo detecta moléculas que são enviadas automaticamente a um espectrômetro de massas, técnica que mede a massa das moléculas para identificá-las e diferenciá-las. Ali, as assinaturas químicas das moléculas revelam se a área tocada pela “caneta” tem câncer ou não.

“Já fizemos testes em laboratório com mais de 800 tecidos humanos de diversos tipos de câncer e conseguimos aprovação do comitê de ética para uso em cirurgia, no contexto de pesquisa”, comemora Eberlin. “Os resultados são animadores, e esperamos em breve iniciar os testes clínicos.”

 





Obrigado por comentar!
Erro!