Terapias Digitais 24 Horas
24/06/2019

Não é de hoje que uma onda silenciosa vem se formando no horizonte, e pelo jeito se trata de um daqueles tsunamis tecnológicos que levam ideias e hábitos de consumo para um passado esquecido na velocidade de uma rolagem de tela.

Apesar de soar como mais um futurismos sem conexão alguma com nossa vida, o fato é que as DTx (Digital Therapeutics) já começaram a mostrar que terão um papel cada vez mais crucial na forma como a saúde é entregue e consumida ao redor do mundo.

Na última semana, por exemplo, a rede de drogarias americana CVS passou a incluir em seu programa de benefícios em medicamentos (PBM) um app criado para tratar insônia. Isso mesmo. Os pagadores do sistema de saúde americano passarão a custear terapias digitais para seus beneficiários, da mesma forma que é feito com remédios para artrite ou qualquer outra doença crônica.

Mas não se trata apenas de pagar por um aplicativo de saúde baixado no seu smartphone. Diferentemente do que ocorre muitas vezes com esses apps, as terapias digitais são baseadas em evidências científicas e têm a função de entregar intervenções terapêuticas diretamente aos pacientes. Ou seja, trata-se de uma nova categoria no mundo da Saúde Digital!

As soluções DTx vão desde combos de software e hardware (também chamados de SaMD – Software as Medical Devices) para melhorar o controle de doenças, como asma, até ferramentas como calculadoras de doses de insulina para adultos com diabetes tipo 2.

E já começam a surgir tantas aplicações ao redor do mundo que nos fazem pensar se DTx já não seriam, na verdade, uma low hanging fruit. No Reino Unido, por exemplo, o NHS já incluiu em seu protocolo para tratamento de diabetes o uso de um desses aplicativos.

E ainda existem diversos outras soluções para doenças como TDAH, insônia e doença pulmonar obstrutiva crônica, em fase de avaliação visando a incorporação a outros protocolos. Não é sem motivo que algumas plataformas de prescrição eletrônica já começaram a incluir em seus bancos de dados DTx a fim de apoiar os médicos na hora de prescreverem quais downloads poderão ser indicados para seus pacientes.

Trata-se de uma verdadeira revolução digital na forma de cuidar da nossa saúde. E que em breve estará mais perto de nós do que aquela farmácia 24 Horas aberta logo ali na esquina.





Obrigado por comentar!
Erro!