Summit debate tecnologia na saúde
22/08/2019

Evento do ‘Estado’, que será realizado amanhã, terá painel sobre telemedicina

O conhecimento tecnológico aplicado ao setor da saúde é o tema central do Estadão Summit Saúde 2019, que ocorre amanhã em São Paulo. O encontro leva ao Maksoud Plaza Hotel os maiores nomes em inovação e tecnologia, empresas, médicos e profissionais do setor para discutir assuntos considerados mais urgentes do segmento.

O painel que abre o simpósio atualiza o debate sobre telemedicina no País. Em fevereiro, entidades médicas pressionaram o Conselho Federal de Medicina (CFM) a revogar resolução que regulamentava os teleatendimentos. O impasse será analisado por Aldemir Soares, conselheiro do CFM, César Biselli, coordenador de tecnologia do Hospital Sírio-Libanês, e Mario Jorge Tsuchiya, presidente do Conselho Regional de Medicina de São Paulo.

“Nenhuma área é tão complexa ou tão difícil quanto a saúde, que envolve fatores socioeconômicos, demográficos, ambientais”, diz Alexandre Chiavegatto Filho, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) e um dos participantes do evento. Para Chiavegatto, é preciso que todo o sistema de saúde se beneficie de novas tecnologias.

O especialista, que participa do desenvolvimento de inteligência artificial em um laboratório de big data, deve apresentar resultados de pesquisas e debater com Luis Gustavo Kiatake, presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde, e Mauro Junqueira, secretário-executivo do Conselho de Secretários Municipais de Saúde.

Outro tema que será discutido no Summit Saúde é o da atenção primária. Um dos painéis conta com a presença de Daniel Knupp, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade, Rodrigo Aguiar, diretor de desenvolvimento setorial da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), entre outros.

Longevidade. Um nova pirâmide etária está surgindo no Brasil: a taxa de natalidade cai, a expectativa de vida aumenta e, com isso, os sistemas público e privado de saúde precisam recalibrar seus esforços. E preciso um conjunto de medidas que garantam vida plena, com controle de doenças crônicas, como diabete e hipertensão, e a prevenção de quadros mais sérios.

Comunicação com o paciente e empatia médica também estão na pauta do Summit Saúde.

O painel “Voltando ao básico” terá entre os debatedores o médico Luiz Vicente Figueira de Mello, do Programa de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria da USP, e o urologista Fabio Ortega, CEO da Doutor Ajuda, plataforma digital de informações sobre saúde pública e Medicina. Os especialistas devem apresentar iniciativas para garantir atendimento digno e humano.

O evento será encerrado com um debate sobre os modelos de remuneração médica. Estarão presentes no debate Ary Ribeiro, vice-presidente da Associação Nacional de Hospitais Privados, Gustavo Campana, diretor médico da Dasa, entre outros participantes.

Serviço

ESTADÃO SUMMIT SAÚDE BRASIL 2019 . 22 DE AGOSTO, DAS 8 ÀS 18 HORAS. MAKSOUD PLAZA HOTEL, RUA SÃO CARLOS DO PINHAL, 424, SÃO PAULO. INGRESSOS TANTO PRESENCIAIS QUANTO PARA TRANSMISSÃO ONLINE. MAIS INFORMAÇÕES PELO SITE





Obrigado por comentar!
Erro!