Hospital 9 de Julho promove X Jornada Internacional de Trauma
17/09/2019

Com a presença de grandes nomes do Trauma no mundo, o evento realizado há 10 anos visa preparar os profissionais para atendimento aos pacientes vítimas de trauma e, ao mesmo tempo, conscientizar a população sobre a importância do trauma

O Hospital 9 de Julho (H9J) realiza no dia 21 de setembro a X edição da Jornada Internacional de Trauma para médicos e profissionais de saúde. O objetivo é apresentar aos especialistas brasileiros o que há de novo sobre o tema. Entre os palestrantes internacionais estão o Dr. Julio Trostchansky (URU), ex-presidente do Sindicato Médico do Uruguai; Dr. Lance Stuke (EUA), Professor Associado de Cirurgia Clínica, Seção de Cirurgia de Trauma e Cuidados Intensivos da Escola de Medicina de Nova Orleans e o Dr. Will Chapleau (EUA), gerente do programa ATLS no American College of Surgeons em Chicago e autor de livros como “Técnica em Emergências Sanitárias”.

Um dos mais importantes eventos sobre o tema no País, a Jornada de Trauma completa 10 anos e já reuniu mais de 2 mil participantes entre palestrantes internacionais e especialistas no setor para compartilhar conhecimento médico na área. Para o Dr. Renato Poggetti, cirurgião em Trauma e coordenador do Centro de Trauma do Hospital 9 de Julho, nesse ano, um dos temas de maior destaque será a palestra do Coronel da Polícia Militar, Jeferson de Melo e o Tenente Ricardo Alves Barbosa sobre o rompimento da barragem de Brumadinho, que aconteceu no início de 2019 com 250 vítimas e mais de 20 pessoas desaparecidas. “Vamos debater sobre as técnicas usadas durante o caso e a importância de ter uma equipe preparada para esse tipo de atendimento, bastante complexo”.

Com o tema central “Avanço na qualidade do atendimento ao Trauma” o evento falará também sobre acidentes causados pelo excesso de bebida alcoólica. “Pesquisas apontam que 100 mil brasileiros sofrem acidentes devido ao consumo excessivo de bebida alcoólica. Queremos justamente reforçar a importância do preparo das equipes multidisciplinares para que o atendimento seja assertivo e resolutivo para evitar ao máximo o número de vítimas fatais” explica o médico.

Trauma na terceira idade

Os brasileiros estão envelhecendo. Segundo o IBGE, a previsão é de que 25% da população brasileira deverá ter mais de 65 anos em 2060. “O idoso de antigamente era sedentário e se sentia limitado. Hoje, ele pratica atividades físicas regularmente e isso o torna mais sensível a possíveis acidentes. Assim, uma das mesas está reservada para discutir o tema” explica do Dr. Poggetti.

O especialista lembra da importância de ter uma equipe multidisciplinar preparada para atender à pacientes idosos. “Durante a jornada, falaremos de novos tratamentos para o traumas acima de 65 anos. A ideia é entender sempre o histórico e a sensibilidade do organismo como o sistema cardiovascular, por exemplo, que normalmente é mais frágil do que o de um paciente mais jovem”.

Informações

Onde: Auditório Hospital 9 de Julho – Rua Peixoto Gomide, 545 – 1º andar

Quando: 22 de setembro, das 7h30 às 18h

Sobre o Hospital 9 de Julho: fundado em 1955, em São Paulo, o Hospital 9 de Julho tornou-se referência em medicina de alta complexidade com destaque para as áreas de Neurologia, Oncologia, Onco-hematologia, Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva, Ortopedia, Urologia e Trauma. Possui um Centro de Medicina Especializada com atendimento em mais de 50 especialidades e 14 Centros de Referência: Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional; Rim e Diabetes; Cálculo Renal; Cardiologia; Oncologia; Gastroenterologia; Controle de Peso, Infusão, Medicina do Exercício e do Esporte; Reabilitação; Clínica da Mulher; Longevidade, Doenças Inflamatórias Intestinais (CDII) e Trauma. Com cerca de 2,5 mil colaboradores e seis mil médicos cadastrados, o complexo hospitalar possui 470 leitos, sendo 102 leitos nas Unidades de Terapia Intensiva, Centro Cirúrgico com capacidade para até 22 cirurgias simultâneas, inclusive com duas salas híbridas (com equipamento de Hemodinâmica e Ressonância Magnética) e três para robótica, incluindo a Sala Inteligente, que permite a realização de cirurgias em sequência.

Fonte: Anahp




Obrigado por comentar!
Erro!