Hospitais empregaram 50 mil pessoas nos últimos 12 meses
01/10/2019

Responsável por metade dos postos de trabalho formais criados no setor da saúde, as atividades de atendimento hospitalar geraram 50 mil empregos no acumulado de 12 meses até agosto de 2019. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgados nesta semana pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Comparado ao mesmo período de 2018, houve aumento de 70% no número de empregados do setor.

Os hospitais membros da Anahp foram responsáveis por 5.728 contratações, no acumulado de 12 meses até julho de 2019 (dado mais recente disponível), segundo levantamento do Sistema de Indicadores Hospitalares Anahp (SINHA).

“Mesmo em um cenário de perdas seguidas do setor de planos de saúde, os hospitais seguem contribuindo com os índices de emprego do país. Devemos esses resultados à manutenção de investimentos em ampliação, incorporação de novas tecnologias e aprimoramento da qualidade da assistência prestada pelas instituições”, avalia Marco Aurélio Ferreira, diretor executivo da Anahp.

Sobre a Anahp

A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) é uma entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do País. Criada em 11 de maio de 2001, durante o 1° Fórum Top Hospital, em Brasília, e fundada em setembro do mesmo ano, a Anahp surgiu para defender os interesses e necessidades do setor – bem como expandir as melhorias alcançadas pelas instituições privadas para além das fronteiras da Saúde Suplementar, favorecendo assim todos os brasileiros. Atualmente a Anahp ocupa uma função estratégica no cenário político e institucional, principalmente, no desdobramento de temas essenciais à sustentabilidade do sistema. Representante de hospitais reconhecidos pela certificação de qualidade e segurança no atendimento hospitalar, além de promover ações que transcendam os interesses das instituições associadas. A Anahp está preparada para fortalecer o relacionamento setorial e contribuir para a reflexão, ampla e irrestrita, sobre o papel da saúde privada no país.





Obrigado por comentar!
Erro!