Acordos garantem produção e distribuição de 2 bi de doses de vacina de covid-19
05/06/2020

A farmacêutica britânica AstraZeneca informou ontem (4) que assinou novos acordos para elevar a distribuição global de uma vacina para o coronavírus que está sendo desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Oxford. O anúncio vem depois de a farmacêutica ter realizado acordos de distribuição que reservam as doses iniciais para o Reino Unido e para os Estados Unidos.

A empresa informou que, em um dos acordos, vai receber US$ 750 milhões para produzir e alocar cerca de 300 milhões de doses para um sistema de distribuição global organizado por fundações internacionais sem fins lucrativos, a Cepi e a Gavi, sediadas respectivamente em Oslo e Genebra.

A empresa disse que, no total, assegurou capacidade para fabricar dois bilhões de doses da vacina de Oxford, que já está em testes clínicos.
 

Este cronograma, contundo, depende do número de participantes de testes clínicos porque a taxa de novas infecções desacelerou em muitos países, disse o diretor-presidente da AstraZeneca, Pascal Soriot, em teleconferência.

A vacina está sendo testada também no Brasil, entre outros países. Na terça-feira, a AstraZeneca conseguiu a autorização da Anvisa, publicada no Diário Oficial da União, para realizar testes clínicos no Brasil da vacina contra covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford.

 

Fonte: Valor




Obrigado por comentar!
Erro!